quarta-feira, 3 de junho de 2009

REVEJA O DIA DOS NAMORADOS



Dia dos Namorados está chegando e com certeza muita gente vai ganhar presentinho ou inhos...12 de Junho é o dia em que os pombos apaixonados resolvem fazer a segunda lua-de-mel como se esse dia fosse o único dia em que se pudesse fazer diferente tudo que se faz ou que se poderia fazer na vida. É que nem os presentes em datas comemorativas, como; Natal, Dia das Mães, dos Pais e a Páscoa – salvo pelo ovo que ninguém pode dar ou ganhar fora da época especifica. Não me lembro bem do meu último Dia dos Namorados. E porque será???!?!? Mas isso não é um grande problema para mim, alias nunca foi e nem por isso vou deixar de falar bem ou mal! Mas me recordo bem, pois, é um dia em que tudo está lotado. É a data, mas chata e possível de imaginar, visto que, existe uma gama de casal perambulando pelas ruas de Salvador fingindo felicidade eterna, sendo que a ultima briga pode ter acontecido a alguns minutos antes da entrega dos presentes. Mas a pior de todas são os motéis – nossas senhora, todos entupidos de gente, e com fila de espera para entrar. Entre a entrada de um casal e outro, acredito que o numero de funcionários aumenta para dar conta da limpeza rápida e objetiva, ou seja, a troca dos lençóis, a água sanitária rápida nas banheiras, e o chão quase molhado da passada de pano com pinho sol do mais vagabundo até a chegada do próximo pombinho.
Os bares parecem mais uma concorrência para ultima aposta da loteria esportiva. E a possibilidade de briga é quase certeira. A tentativa de acerto no presentes, salvo, quando o outro já não sabe o que vai ganhar é imperdível. E as loucuras no salão de beleza para decotes e depilações inimagináveis são assustadoras. As rosas nem se falam, até porque a própria música já diz: As rosas não falam!É tanta coisa envolvida que descrever cada item levaria uma vida.
Dia dos namorados é puramente comercial, e eu cá com meus botões não tenho nada contra, mas acho que pode ser legal se em uma das elucubrações possíveis de se pensar o dia dos Namorados, existisse a possibilidade de se pensar em alguma coisa menos estressante e, mas convidativa.
Tipo????
Fazer o que quiser, na hora que quiser e curtir o dia dos namorados todos os dias. Com amor, paixão e muito sexo! E uma briguinha, porque nem só de pão vive o homem.

6 comentários:

  1. Dia dos namorados, dias das mães, dia das putas... não vejo diferença. Não passam de datas comerciais. Até o natal já perdeu todo o sentido (se é que já teve algum).

    ResponderExcluir
  2. Dizem que no dia da secretária os moteis lotam também. rs rs.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Tudo de novo... Pra mim, o que faliu não foi apenas o dia em si, mas o que se define namoro hoje.

    http://diums.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi pessoal! Não quero de jeito nenhum afrontar vocês, mas acho que se o dia é comercial ou não, bom pra quem compra e bom pra quem vende! Acho muito gostoso o dia dos namorados e temos que ser criativos a depender do nosso bolsinho no momento e não necessariamente precisamos ir à um motel, um restaurante e dar presentes caros. O importante é lógico, fazer todos os dias especiais e ter uma data para recomemorar todos os 364 dias do ano. Bjsssss, Fui. Diane.

    ResponderExcluir
  5. ahhh... é sim.. uma data comercial... detesto! acabo me sentindo pessima so por nao ter namorado...

    ps.:ai gente.. q comentário infame de ric!!! rs... como ex-secretaria, me senti ofendida...kkkkk

    ResponderExcluir

Aqui não precisa bater...Se jogue!